quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Solidão

Solidão é a mesma coisa que estar sozinho? Muitas pessoas se sentem mal nessa época de final de ano pois não veem a alegria exagerada que muitos demonstram. Não é incomum encontrar pessoas que não gostam do clima natalino, porque não se sentem parte dele. Isso não é solidão; é apenas um modo de ser que se difere de tantos outros. Vamos lembrar que cada um de nós se mostra a partir da própria individualidade. Toda a forma de padronização social é antidemocrática. Somos sujeitos independentes se caminharmos junto ao nosso destino que é o de ser livre.  E corresponder a essa liberdade é antes de qualquer coisa se conhecer. Nós precisamos saber quem somos, do que gostamos, o que nos faz sentido. E muitas vezes para que isso ocorra é necessário estar sozinho. Uma caminhada no parque ou na praia, sozinho, ouvindo música, em contato com a natureza pode ser libertador, pois estamos soltos de nossas amarras sentimentais. Soltos da obrigação de que devemos sempre estar em grupos rindo alto. A solidão automaticamente se traduz no imaginário com a cena de uma pessoa sozinha caminhando pela rua em um dia chuvoso. A felicidade é melhor compartilhada, somos sujeitos entrelaçados no mundo; porém para que isso ocorra precisamos conhecer sobre nós mesmos. Estar sozinho não é estar só, ou viver a solidão. Solidão é desamparo é desesperança, é falta de sentido de vida. E isso deve ser acompanhado. Como diria a canção "a solidão devora, é prima irmã do tempo".

Um comentário:

  1. E faz nossos relógios caminharem lentos... Causando um descompasso no meu coração..... Sempre Alceu....
    Sempre você Sérgio, traduzindo sentimento em palavras.... Ainda bem.... é meu amigo!!!!!

    ResponderExcluir