terça-feira, 19 de março de 2013

HIV/AIDS: Crescimento dos casos entre jovens

 O boletim epidemiológico do Ministério da Saúde (2011) aponta para os casos de AIDS no país e alguns dados que sinalizam mudanças. 

1. Observando-se a epidemia por região em um período de 10 anos, 2000 a 2010, a taxa de incidência caiu no Sudeste de 24,5 para 17,6 casos por 100 mil habitantes. Nas outras regiões, cresceu: 27,1 para 28,8 no Sul; 7,0 para 20,6 no Norte; 13,9 para 15,7 no Centro-Oeste; e 7,1 para 12,6 no Nordeste. Vale lembrar que o maior número de casos acumulados está concentrado na região Sudeste (56%).

 2. A faixa etária em que a aids é mais incidente, em ambos os sexos, é a de 25 a 49 anos de idade. Chama atenção a análise da razão de sexos em jovens de 13 a 19 anos. Essa é a única faixa etária em que o número de casos de aids é maior entre as mulheres. A inversão apresenta-se desde 1998. Em relação aos jovens, os dados apontam que, embora eles tenham elevado conhecimento sobre prevenção da aids e outras doenças sexualmente transmissíveis, há tendência de crescimento do HIV.

 Dados do Ministério da Saúde (2012) apontam para número crescente de casos entre jovens e revelaram ainda um aumento na contaminação de jovens homossexuais, com idade entre 15 e 24 anos. Interessante matéria abaixo:

 http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2012/11/crescimento-da-aids-entre-os-jovens-preocupa-ministro-da-saude.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário