sábado, 15 de janeiro de 2011

Teoria do Apego

John Bowlby, psiquiatra que investigou e elaborou a teoria para explicar como se dá a relação entre o bebê e seu provedor de segurança e conforto (a mãe para a maioria dos casos). E a partir disso quais as implicações na vida adulta.

Como explicar o fato de algumas crianças crescerem autoconfiantes e outras crescerem inseguras?

Bowlby a partir de seus estudos descarta a ideia do impulso primário e afirma que a relação entre o bebê e sua mãe não se desenvolve pela alimentação; mas sim, pelo sentimento de segurança.

Os comportamentos de apego se referem a um conjunto de condutas inatas exibidas pelo bebê, que promove a manutenção ou o estabelecimento da proximidade com sua principal figura provedora de cuidados, a mãe, na maioria das vezes. O repertório comportamental do comportamento de apego inclui chorar, fazer contato visual, agarrar-se, aconchegar-se e sorrir. (Bowlby, 1990)

Assim, comportamento de apego é definido como: Qualquer forma de comportamento que resulta em uma pessoa alcançar e manter proximidade com algum outro indivíduo, considerado mais apto para lidar com o mundo (Bowlby, 1989, p.38).

Nesse sentido, o tipo de experiência que uma pessoa vivencia, especialmente durante a infância, tem uma grande influência sobre o fato de ela esperar, ou não, encontrar mais tarde uma base pessoal segura, e também sobre o grau de competência que possui para iniciar e manter relações mutuamente gratificantes, quando a oportunidade se oferecer. Em virtude dessas interações, seja qual for o primeiro padrão a se estabelecer (seguro, inseguro-ansioso, inseguro-ambivalente), é esse que tende a persistir. (Chalhub; Rodrigues, 2009)

11 comentários:

  1. Parabéns pelo Blog! Dê uma olhada no nosso. Tomara que possamos fazer parcerias, pois também somos de Santos. Pedro

    ResponderExcluir
  2. gostei! Estava procurando textos sobre a teoria, sou mãe e gosto de e manter bem informada! Achei o texto bem sintetizado e de fácil leitura pra leigos como eu!

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de saber mais sobre esse assunto. Pode me indicar algum livro? Sou professora e incomoda com algumas questões referentes ao meu trabalho com os pequenos. Um abraço! Meire
    meycarvalho@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Mey, não sei como mas só agora percebi que a minha resposta a você não chegou, desculpe ok. A teoria do apego é muito interessante mesmo, existe uma série de três livros desse autor que fala sobre isso, mas é livro de psicologia se você não se importar em ler... eu sempre recomendo! Abraços

    ResponderExcluir
  5. muito obrigado foi de muita valia

    ResponderExcluir
  6. Maravilhosa explicação para termos ideia, mais ou menos, do que se trata a teoria.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Pode passar as referencias bibliograficas usadas no texto? estou estudando sobre a teoria.obrigada

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir